7 coisas interessantes sobre o aço Carbono que você deve conhecer

12 dezembro 2018

Saiba um pouco mais sobre o aço Carbono e a importante liga metálica

aço CarbonoO aço carbono é uma liga metálica muito empregada na indústria. Ela é resultante da combinação entre ferro e carbono. Quando em contato direto com oxigênio, esse tipo de aço é tomado pela corrosão. Por isso é considerado um metal inferior ao aço inoxidável, por exemplo.

Dispõe de 0,008% até 2,11% de carbono em sua composição. Inclusive, a quantidade de carbono define sua classificação em baixo (até 0,30% de carbono), médio (0,30% a 0,60%) e alto (superior a 0,60%).

Confira alguns fatos curiosos sobre o aço Carbono.

1 – ) Diferente do aço inoxidável, o aço carbono “enferruja”, criando assim dificuldades para a sua reciclagem. Além do mais, esse metal é mais frágil.

[Veja neste post sobre o aço inox enferrujar..]

2 – ) Embora a corrosão possa comprometer a integridade do aço carbono, o fenômeno é relevante nos âmbitos técnicos, científicos e econômicos. Por isso esse tipo de metal é amplamente utilizado na indústria.

3 – ) Dentro da indústria, existe uma divisão que classifica o aço carbono em várias modalidades, de acordo com sua qualidade. Dessa forma é possível identificar com precisão cada tipo específico.

4  -) Se comparado ao inox, o aço carbono é muito mais barato. Seu preço mínimo no Brasil pode ser de R$ 3,00/kg. Já o valor mínimo do aço inox é de R$ 14,00/kg.

5 – ) A adição do cromo na liga metálica é o principal diferencial entre o aço carbono e inoxidável. Por isso esse último é tão resistente à oxidação (oxidação superficial). Não por menos, o aço inox pode ser considerado a evolução do carbono.

6 – ) Existe uma grande diferença visual que distingue o carbono do inoxidável. Enquanto o aço inox é mais brilhante, o carbono é um metal com acabamento mais fosco, que lembra bastante um ferro fundido. Por isso mesmo o aço carbono é raramente utilizado na confecção de peças com valor estético sobressalente.

7 – ) O aço carbono possui várias aplicações. O baixo carbono possui baixa resistência, mas é soldável. Comumente essa característica é empregada na produção de chapas automobilísticas, construção civil, perfis estruturais, etc.

O médio carbono possui maior resistência para tratamento térmico. É amplamente utilizado na confecção de rodas e equipamentos ferroviários, engrenagens e peças de máquinas em geral.

Por fim o alto carbono é o mais resistente de todos. Por possuir boas propriedades de fio de corte, é aplicado na produção de martelos, facas, serrotes e talhadeiras.

Gostou do tema? Se sim, compartilhe o post com os amigos pelas redes sociais.

Obrigado e até mais.